terça-feira, 27 de abril de 2010

Pessoas

Eu gosto das pessoas. Gosto de estar perto delas. Gosto de ver aquele rosto branco, o sorriso amarelo de menina, disfarce de mulher. Gosto da boca sensual, lábios pintados, brilhantes, quase um convite. Gosto daquele olhar cabisbaixo, aquele rosto sofrido, um milhão de histórias vividas.

Ouço com paciência aquelas mentiras. Meus olhos piscam pesados, sonolentos. Divirto-me com seus causos e contos. Passeio na minha imaginação. Vejo-me como protagonista, só pra me distrair. Quanto tempo desperdiçado preguiçosamente. Chega até dar prazer.

E todos os dias faço o mesmo. Observo. Penso. Idéias libertinas, imagens obscenas. Vidas inteiras em uma fração de segundos. Tudo tão peculiar.

Um comentário: